Numa noite de autógrafo
Poema enviado por: Mauro Leal
 
Na Câmara Municipal
poetas brilhando como estrelas
prestes às suas obras apresentar
e num dado momento, percebo ao longe um aceno
com olhares tristes a me chamar.

Assustado e com voz elevada, indago,
levanto, caminho e trêmulo insisto: o que há?
em lágrimas e as mãos suadas e frias declinam:

- Vovó na travessia da pista veloz foi atingida.

Imediatamente voo pelas vias em risco
e gritos ecoam:

- Calma, precisas chegar!

Rompo a barreira para minha mãe abraçar
e a encontro no leito, inerte
e sem o brilho do seu olhar,
ofuscado pelo sangue derramado,
as marcas da sua dor.

Ergo minhas mãos ao céu a clamar
ao eterno restaurador
Médico dos médicos o grande Senhor.

Aí está Poderoso Pai a tua filha
na dependência do Seu Amor,
em meio à súplica Deus a despertou:
seus olhos contemplaram e seus lábios balbuciaram:

- Maurinho, meu filho, onde estou?

Meu coração jubilou
pois Ele dela é Senhor e a ressuscitou.

Este foi o maior prêmio que o Rei dos reis me agraciou
pois no plenário deixei a efêmera glória
para na dura prova Glorificar ao Senhor,
e anunciar pra todo mundo que ELE é o Salvador
e sendo Ele o AUTOR e consumador da minha fé,
no coração e no Livro da Vida
com seu precioso sangue
meu nome escreveu e autografou .
 
Autor: Poeta Mauro Leal
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Numa noite de autógrafo
Autor Poeta Mauro Leal
Categoria Amor
Cadastro 25/04/2019 08:44:44
Visitado 67 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2019 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.