Vôo cego
Poema enviado por: Marcelo Almeida
 
Vôo cego

Asas te jogam num horizonte infinito
Irradiam ilimitada linha de corpo e espaço
Mais alto que um simples olhar deslumbre
A alma mais que tudo volita
Será mais que o amor purificado
Prazer mental que extasia
Sentimento candido de olhos fechados
Apenas voa com a carne em sonhos
Mais que pensar mais que viver
A beleza é tudo e nada tão ligeira
Qual abraçar neste segundo decorrido?
E entender o amor como um piscar de vida.
 
Autor: Marcelo Almeida
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Vôo cego
Autor Marcelo Almeida
Categoria Amor
Cadastro 03/03/2019 11:29:04
Visitado 38 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2019 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.