DECLARAÇÃO DE AMOR...
Poema enviado por: JANETE
 
DECLARAÇÃO DE AMOR!
Poema enviado por: janette

Ah! se eu fosse um rouxinol eu deixava entrar os raios de sol penetrar sobre a janela do quarto a cantar,
Faria um ninho de amor na mais bela e sombrosa árvore e acalentaria este fogo do amor.

AH! Teria noites estreladas e enluaradas e faria de manhã cedinho o sol casar com a lua e passar apenas uma lua de mel!
Se eu pudesse ter tão perto de mim, construiria uma jornada além do universo.
Teria asas para voar bem alto no infinito para poder lá de cima enxergar o diamante do sol.

Ah! Teria mil razões ao encontro da felicidade, e ter de perto um beijo bem cativante
Daria inicio de um vôo nas Ilhas Gregas, e pousaria nos monumentos mais lindo da nossa estória.
Deixaria cair meu lenço em Las Vegas ou Paris e até mesmo em Durban ou Florença e Veneza,

Ah! faria proesas nas águas do mar, apenas por uma lagrima a te consolar.
Faria toda natureza acordar e espalhar pelo vento o cheiro de mato verde na brisa da manhã,
Olharia em torno dos vales e gritaria lá do alto fazendo o eco espalhar pelos quatro cantos do continente.

Ah! Eu aplaudiria os poetas que sonham e exalam algo a suspirar e adormecem em sonhos a sonhar,
Seria um pequeno instrumento talvez uma viola e cantaria uma cantiga que ousasse a te afagar.
Olharia para os oceanos e pousaria numa praia, onde pudesse escutar o som apenas numa concha do mar.

Ah! Falaria de versos porque nas prosas estou mais que prá la de Bagdá, falando pelos cotovelos,
Espalharia algodão da paz e da felicidade em todas as cidades que todos pudessem tocar,
Seria lindo tudo mais lindo, ver de perto as coisas acontecer apenas num espaço de tempo.

Ah! Beijaria tua bôca com gosto de chocolate e tomaria nosso café da manhã nas planícies ocidentais,
Tomaria um rumo talvez distante, compreensível e atingiria os corações dos amantes e apaixonados.
Faria da relva uma jornada em um bater de asas, e voaria apenas na imaginação.

Ah! Faria de tudo para tê-lo perto de mim e viver esta plenitude que são as coisas do amor.
Deixaria de lado as euforias e contaria segrêdos no entardercer que são as provas do amor, Como ainda não consegui ser um rouxinol, pudera ir ser uma águia ou um albatroz e seria veloz para apenas pousar no seu coração.

Ah! Mas como ainda não tenho asas, fico debatendo a mesma tecla sempre. ficou distante pelo arco irís levando apenas meu sonho de menina encontrar o pote de ouro em fantasias apenas para te declarar.

Que algo me diria? Mario Quintana, Olavo Bilac e tantos outros ilustres poetas neste meu simples pensar!

ah!. E nesta mesa.... apenas eu com tablete e not book... sonhando apenas acordado sem ter ninguém por perto para tocar meu corpo com carinho e poder acariciar os meus sonhos ou para cutir e poder compartilhar.

Ah... quero continuar minha jornada e acordar sempre na expectativa que algo ainda pode mudar..
Estou romântica ainda e nuncar vou perder a esperança de que um dia eu ainda vou ter um par.. porque sempre o impar quer me detonar.

Ah! Mais vale um sonho não realizado do que deixar de sonhar e afinal somos todos um sonhador... eu vivo sonhando com você sem saber escrever corretamente, ah! como eu sofro!
ah! como eu sofro para poder escrever apenas uma "Declaração de Amor"

Moral do meu pensamento "é dificil expressar meu sentimento por você meu amor"

Autor:
 
Autor: JANETTE
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título DECLARAÇÃO DE AMOR...
Autor JANETTE
Categoria Amor
Cadastro 02/02/2019 19:47:58
Visitado 202 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2019 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.