Aí de mim
Poema enviado por: valdemar rodrigues da silva
 
Aí de mim, cavaleiro errante cavalgando sonhos pelo universo mutante. Choroso das dores que nem sinto, curto a bobagem do descaso, observando a charrete da preguiça passar, rumo ao bordel dos fatos, de tudo que é exato e que por ser passado já se foi no jogo do tanto faz. Aí de mim.
 
Autor: Autor: Valdemar Rodrigues da Silva
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Aí de mim
Autor Autor: Valdemar Rodrigues da Silva
Categoria Reflexão
Cadastro 04/01/2019 08:12:52
Visitado 171 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2019 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.