Nostalgia
Poema enviado por: Valdedmar rodrigues da silva
 
Meu amor você me faz infeliz a ponto de eu sentir pena de mim e viver a chorar pelos cantos a mágoa de me sentir menos mulher. Sinto raiva quando você me toca como se eu fosse um bibelô, com receio que eu possa quebrar. O amor é feito a dois e a doação não segue regras, pode ser até animalesca, no jeito de se dar. Não desejo que você me ame como se ama a donzela, mas que me possuas como se eu fosse uma rameira, com sofreguidão desmedida e até requintes de selvageria, me batendo e arrastando pelos cabelos. Pode bagunçar-me se quiser sem se envergonhar disso, para que quando parties eu possa chora-lo sem sentir pena de mim.
 
Autor: Autor: Valdemar Rodrigues da Silva
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Nostalgia
Autor Autor: Valdemar Rodrigues da Silva
Categoria Infelicidade
Cadastro 03/12/2018 02:50:00
Visitado 16 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2018 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.