Na Estrada De Damasco
Poema enviado por: Antonio Carlos Ramos
 
Saulo estava a caminho de Damasco
Para prender os cristãos de Deus
Ele apressava os seus passos
No seu cavalo ligeiro, parecia um ditador.
Consigo levava um exercito
Com o coração cheio de ódio e rancor
Chegando perto da cidade algo aconteceu
No meio da estrada Jesus apareceu
Uma forte luz foi lançada sobre ele
Que caiu por terra e por sua vida temeu
Chegando perto da cidade algo aconteceu
No meio da estrada Jesus apareceu
Uma forte luz foi lançada sobre ele
Que caiu por terra e por sua vida temeu

Em meio a areia quente Saulo sentiu pavor
Com medo perguntou quem és tu Senhor
Saulo, Saulo por me persegues.
Sou Jesus, Jesus então respondeu.
E no mesmo instante os seus olhos escureceu

O Senhor então ordenou
Vá até a cidade que direi o que fazer
Saulo foi levado pelas mãos
Ele chegando à cidade ali se instalou
Foi quando Ananias apareceu
Colocando as mãos em seus olhos
Saulo voltou a ver e se converteu
Com os novos olhos que ganhara
Um novo mundo começou a enxergar
A palavra do Senhor nesse dia começou pregar.
Com os novos olhos que ganhara
Um novo mundo começou a enxergar
A palavra do Senhor nesse dia começou pregar.

Em meio a areia quente Saulo sentiu pavor
Com medo perguntou quem és tu Senhor
Saulo, Saulo por me persegues.
Sou Jesus, Jesus então respondeu.
E no mesmo instante os seus olhos escureceu

tonyramos

JAC 29/12/2017
 
Autor: tonyramos
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Na Estrada De Damasco
Autor tonyramos
Categoria Reflexão
Cadastro 31/12/2017 14:30:00
Visitado 42 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2018 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.