Boemia Das Madrugadas
Poema enviado por: Antonio Carlos Ramos
 
Boemia, Boemia
Das altas madrugadas
Na noite ainda me espera
Para ser amada
Essa vida eu deixei para trás
Hoje tenho um lar, e uma mulher.
Que me ama muito mais.

Boemia, Boemia
Das altas madrugadas
Das noites enluaradas
Que com você eu passei
Entre bares e bebidas
Assim foi a minha vida
Nos dias em que te amei

Boemia, Boemia
Das altas madrugadas
Na noite ainda me espera
Para ser amada
Essa vida eu deixei para trás
Hoje tenho um lar, e uma mulher.
Que me ama muito mais.

Boemia, Boemia
Hoje estou vivendo ausente
Deixei o passado e no presente
Um novo caminho eu encontrei
Lembro-me das noites sem dormir
Ao seu lado eu já não era feliz
Essa vida para sempre eu deixei.

tonyramos
 
Autor: tonyramos
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Boemia Das Madrugadas
Autor tonyramos
Categoria Infelicidade
Cadastro 26/09/2017 04:16:43
Visitado 76 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2017 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.