Fiel Companheiro
Poema enviado por: Antonio Carlos Ramos
 
No sertão eu vivi sempre sozinho
Mas tinha um grande amigo
Desde pequeno viveu comigo
É um cão de guarda por nome guerreiro
E hoje vejo num canto deitado
Ficou velho, e vive muito cansado.
Sempre foi o meu fiel companheiro

Eu olho para o céu e fico triste
Tentando encontrar uma explicação
Pergunto a Deus se uma esperança existe
Porque vida dele é curta e se vai sobreviver
E uma mensagem toca o meu coração
Nesse instante eu começo compreender
A sua passagem aqui nessa terra
Uma vida plena ele soube viver
Então eu pego a minha caneta
A sua historia começo a escrever

Desde pequeno soube ser alegre e feliz
Foi o que a minha vida inteira eu não fiz
Depois de tantas idas e voltas
A felicidade minha companhia não quis
Então eu olho para traz e vejo a estrada
Que eu e ele percorremos pra chegar até aqui

Ainda me alembro eu levantava bem cedinho
Pegava a enxada ia pra roça trabalhar
Havia orvalho espalhado pelo caminho
Ele alegre me seguia sem nunca reclamar
Atrás do monte o sol começava aparecer
E a certeza de mais um dia duro enfrentar
Ele me acompanhava o dia inteiro
Até chegar à tarde para casa regressar

Guerreiro, meu velho amigo guerreiro.
Sempre foi o meu fiel companheiro
A minha voz ele quase não ouve mais
Seus dias alegres e felizes ficaram para trás
Sei que vai partir e um vazio aqui vai deixar
O meu coração vai ficar em meio à dor
Mais vai restar a feliz lembrança
Com você eu aprendi o que é o amor.

tonyramos
 
Autor: tonyramos
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Fiel Companheiro
Autor tonyramos
Categoria Perda
Cadastro 23/09/2017 06:26:45
Visitado 76 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2017 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.