AMOR SEM MEDIDA
Poema enviado por: EDMUNDO DE SOUZA PEREIRA
 
Ainda trago o peito dolorido,
Muito machucado.
Um nó na garganta.
O gosto amargo
De está longe de ti.
Olheira nos olhos
Das noites em claro,
Sem dormir.

Olhos inchados de tanto que chorei,
Sentindo tua falta.
Quanto lastimei.
Trago na mente e no coração
Você, cara metade,
Minha grande paixão.
Sonho com você todos os dias.
Suspiro a olhar tua fotografia,
Sorriso, tão lindo!
Que me encantou.
Ainda pretendo te ter de volta,
Meu amor.

Foi paixão a primeira vista!
É amor que não tem medida.
É só você que me completa.
Ao teu lado sinto o paraíso aqui na terra.
 
Autor: Edmundo de Souza
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título AMOR SEM MEDIDA
Autor Edmundo de Souza
Categoria Saudade
Cadastro 19/07/2017 16:52:27
Visitado 220 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2017 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.