Sertão Das Laranjeiras
Poema enviado por: Antonio Carlos Ramos
 
Cansado do trabalho numa tarde de calor
Sentado na varanda eu via o sol se por
Os passarinhos La na mata começavam recolher
Assim e o caboclo no sertão das laranjeiras
Que na roça trabalhou uma vida inteira
Plantando e colhendo para sobreviver

Mas eu tenho recompensa todo o dia
No sertão vou vivendo com alegria
Não estou só ali também vive o meu senhor
A cabocla que eu amava um dia foi embora
Deixou saudade que no peito ainda mora
Aqui no sertão ela me deu muito amor

Eu olho para o céu a imagino ela junto ás estrelas
Um dia daqui vou partir e novamente poderei vê-la
Uma nova historia junto vamos escrever
Á noite fico olhando a lua La no infinito
Sei que o senhor vai estar ali comigo
Vai vigiar meu sono quando eu adormecer

Surge um novo dia me preparo para levantar
Os passarinhos cantam para me despertar
Abro a janela e vejo um lindo dia nascer
O sol vem brilhando com toda intensidade
Sou um caboclo feliz e para falar a verdade
O paraíso já existe mesmo antes de eu morrer.


E-mail a.carlos.ramos2011@bol.com.br
 
Autor: tonyramos
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Sertão Das Laranjeiras
Autor tonyramos
Categoria Esperança
Cadastro 08/04/2017 04:12:02
Visitado 332 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2019 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.