Parônimo e a mula
Poema enviado por: Mauro Leal
 
Parônimo e a mula
(Mauro Leal)

No Dia Internacional da Mulher
com presentes e flores à minha esposa estou a homenagear,
e ao condomínio adentrar,
parei e arrumei um lugarzinho pra um pouquinho descansar
e ao deparar com uma mulher que estava na janela a espreitar, de tão empolgado que estava comecei a gritar:

Senhora, senhora! vou arriar aqui as surpresas só um instantinho em sua porta, não vou demorar!
Com olhar de "sabidona", começou a gargalhar e a desdenhar:

- Arriar, arrriar? não é arriar meu filho, é arrear!.

Pensei, pensei e com muito jeito lhe falei:
Senhora, a expressão arrear é a ação
quando a amazona à sua mula vai aparelhar.
Como quem não queria nada, a fiscal da natureza,
torcendo o nariz, foi afastando-se do observatório
à debruçar no "pai dos burros", pra consultar,
e obvio que não fiquei a lhe esperar
pois o lindo buque iria murchar.
 
Autor: Mauro Leal
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Parônimo e a mula
Autor Mauro Leal
Categoria Amor
Cadastro 13/03/2017 04:28:39
Visitado 34 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2017 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.