LUZ PRÓPRIA
Poema enviado por: EDMUNDO DE SOUZA PEREIRA
 
A estrela do meu pai,
Quero que brilhe lá no céu.
Minha estrela aqui na terra, (REFRÃO)
Brilhará sem ser teu réu.

Quando meu pai aqui estava,
Disse filho vá estudar,
Pois senão você acaba
Nesse mundo a mendigar.

Mendigo não quero que sejas,
Um astro procure ser.
Pois no Samba só os bambas,
Jamais mendigam pra vencer.

Uma estrela sem luz própria,
Vive a luz de outra furtar,
Por isso filho procure
Seu próprio brilho alcançar.
 
Autor: Ezequias Félix - Edmundo de Souza
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título LUZ PRÓPRIA
Autor Ezequias Félix - Edmundo de Souza
Categoria Reflexão
Cadastro 12/03/2017 06:44:06
Visitado 127 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2017 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.