ME OUÇA
Poema enviado por: JANETTE
 
Ser poeta já não está na moda mais, preciso fazer um cantico para florir novamente meu ooração.
Toda alegria que vive, calvagando em rumos diferentes, e encontrar a brisa da noite.

Os homens e mulheres, estão todos partindo para algum lugar! eu ainda vou encontrar e vou descobrir para onde estão indo,
A saudade está me matando, minha garganta está dando um nó.
Não posso chorar agora, senão vou estragar esta descoberta que é tudo para mim...

Quero apenas encontrar meu jardim florido, sentir o calor humano, ver as esTrêlas no céu, quero apenas um romance, um amigo talvez....
O Mundo derepente ficou calado, neutro, estou sentindo fútil .... triste na calada da noite..

Amigos dê mais atenção pra gente, desliga seu celular,
pare de teclar, quero sentir teus dedos, as tuas mãos,
eu preciso tocar, aonde foi parar nosso sentimento.
Em vão, sem ninguém para falar, para conversar.

Porque corro o risco de entrar no túnel do tempo, viajar numa dimensão distante, para um futuro longe,
E depois ver vocês todos em uma nave, numa cidade hidramoderna, vivendo no mar....

Ah.... esta paixão me detona, mas se for embora, tenho que caminhar feito minhoca indo para frente e para traz e atingir limites que ainda não conheço...
Por favor o coração ainda bate forte, então vem me procurar...
Eu quero prosa, versos estão indo.... então quero voltar ao tempo... ou encontrar um futuro melhor.
 
Autor: janette
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título ME OUÇA
Autor janette
Categoria Amor
Cadastro 02/03/2017 17:37:08
Visitado 141 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2017 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.