a última carta
Poema enviado por: andrea
 
Conhecemos-nos assim, tinha 19 anos, eu iria para Alemanha, a minha melhor amiga já tinha ido para trabalhar e eu iria logo atrás, tinha tido poucos namorados, gênio muito forte, não combinava com ninguém, queria um príncipe que quisesse namorar sério ..sempre me identifiquei com a cinderela..por causa de minha mãe..me fazia fazer muito serviços de casa..e não me deixava sair..quem nos apresentou foi meu irmão mais velho..começamos a sair como amigos até que começamos a namorar.Meu pai era contra, ele era pobre, só tinha um carro caindo aos pedaços, meu pai queria que eu namorasse homens mais velhos ou aqueles playboys sem vergonhas do condomínio..Mais nunca liguei para o que meu pai queria, alias era uma rebelde com causa naquela época..Já tinha saído de casa duas vezes.. Mais minha tia me mandava embora e com a minha irmã casada também eu não queria ficar por causa do marido dela que dava em cima de mim.
Bom minha sogra também não gostou muito de mim, queria que eu me desse bem com meus pais para usufruir do dinheiro e status deles, tentou se aproximar de minha família mais não deu muito certo, até hoje é só socialmente em aniversários..
Na minha casa tinha muitas brigas, eu não me dava bem nem com minha mãe nem com meu pai. Uma vez teve uma briga muito grande e meu pai me mandou embora..e eu fui..Já trabalhava, comecei a trabalhar muito nova, apesar de meu pai ser contra sempre quis ter meu dinheiro, ele apesar de bem de vida, não nos dava dinheiro algum e as vezes não tinha nem absorvente ,nem o xampu que queria.
Nessa época estava trabalhando numa agencia de empregos como recepcionista e os meus patrões gostavam muito de mim, sai de cada toda machucada aquele dia e fui para casa de minha patroa. mais não queria ficar lá..ela apesar de gostar dele, não achava ele bom partido pra mim e viva tentando me arrastar para conhecer outras pessoas..sai de lá e fui morar numa pensão...mais o clima no serviço era péssimo pois ela não queria que tivesse saído da casa dela então pedi a conta com outro serviço em vista, mal sabia mexer no computador mais o patrão era muito bonzinho e meu aceitou.. Sai da pensão e aluguei um apartamento com uma menina que conheci na pensão. minha sogra era fiadora..naquela época meu marido já queria casar comigo, mais nunca quis, pois não saberia se era por amor ou necessidade...bom resumindo sai do emprego a mulher gritou comigo e eu não levava desaforo pra casa.. Fiquei ainda um tempo no apartamento mais vi que teria que voltar pra casa de meus pais... voltei e terminei o colegial e entrei na faculdade..namorávamos quatro anos já..meu pai me deu um terreno e iríamos construir, mais decidimos vender o terreno e comprar uma casa..pois não tínhamos condições para construir..Conseguimos financiar uma casinha linda, mais não tínhamos dinheiro pra casar mesmo os dois trabalhando..a casa precisava de uma reforma, então optamos por reformar a casa em vez de casar ..os dois não tínhamos condições..o terreno foi a única coisa que meu pai me deu..Todos foram contra mais fizemos mesmo assim..depois de dois anos casados e felizes queríamos ter uma filha e um mês depois estava grávida..ela foi planejada e feita com muito amor, parei de trabalhar para cuidar de minha filha pelo menos os primeiros anos da vida dela, a situação era bem difícil mais dávamos sempre um jeito..Um dia entraram na minha casa, eram usuários de drogas a minha rua só tinha isso..e fiquei com medo..até que fomos obrigados a sair dela e como meu pai tinha uma casa vazia fomos morar na casa de meu pai em outro bairro..perdemos tudo..se atolamos de dividas e começamos do zero de novo..bom foi ai que te conheci. Sofri muito com minha família, muito mesmo, mais mesmo assim não fiz o que minha irma fez para sair de casa, minha irmã foi infeliz sua vida inteira até um ano antes da sua morte quando se separou de seu marido, um inútil, vagabundo e mulherengo...Bom quando estava na casa de meu pai consegui vender minha casa por valor bem baixo e tinha o sonho de casar na igreja foi ai que decidimos nos casar ..usamos o pouco de dinheiro que tínhamos para casar novamente.
 
Autor: andrea
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título a última carta
Autor andrea
Categoria Amizade
Cadastro 21/05/2016 20:09:53
Visitado 646 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2019 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.