SUBLIME AMOR
Poema enviado por: Edmundo de Souza
 
Sendo assim vou ficar!

Você tá me prometendo mudar,

Só não vou admitir

Nenhum vacilo seu,

Não queira machucar...



O meu coração,

Esse pobre coitado,

Hoje tão magoado,

Pode não suportar

Levar outra rasteira,

Olha, não é brincadeira,

Ele pode surtar!



Minha vida inteira

Dediquei a você,

O que foi um grande erro,

Pois não desse nenhum valor

A tão sublime amor.

Só agora que vejo...



Você só quis brincar

Com meu sentimento,

Pra mim foi um tormento.

Você me desprezou!



Eu posso até ficar,

Mas, deixo aqui o aviso:

Não brinque mais comigo,

Pois brinquedo não sou!
 
Autor: Marcílio Freitas e Edmundo de Souza.
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título SUBLIME AMOR
Autor Marcílio Freitas e Edmundo de Souza.
Categoria Insegurança
Cadastro 26/11/2014 23:34:36
Visitado 803 vezes
Enviado 2 vezes



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2019 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.