Novidades 30/04/2013
 
Casa nova

Hospedado por Estado Virtual
Mais uma mudança, após alguns dias fora do ar, novamente realizamos a mudança de moradia.

Estamos hospedados em um quarto de luxo pela empresa Estado Virtual.

A recepção foi boa, e pelo porte da empresa vemos que não teremos com o que nos preocupar.

Um grande abraço a todos.

Pens@dor - WebMaster
 

Últimas 15 Histórias de Amor
 
» **********
» AMOR PROIBIDO
» Soneto horroroso
» TALVEZ
» Sheila Frances. te amo 2
» te amo eternamente 2014
» te amo eternamente 2014
» Soneto
» Soneto
» Por amor
» o reencontro triste
» Sheila Frances. te amo
» " A beleza conquista os corações "
» amigos amigo tu la e eu ca
» DESTINO DE DUAS ALMAS
 

Último Pensamento
 
Se muito sofri já, se ainda sofro Por teu amor?! Não me perguntes! que do inferno a vida Não é pior! ... Eu! vegetar da terra entre os felizes! Que faço aqui? Sonhos de amor, de glória, — lá se foram Atrás de ti! A ver se encontro d'esperança um raio Olho em redor, E nada vejo, e mais profunda sinto No peito a dor! Que faço aqui? Dias cansados, anos Sem fim — durar! Depois que te perdi, viver ainda, Viver! penar! ... Eu, não! Quem for feliz que preze a vida, Tema perdê-la! Por mim não tenho horror, nem tédio à morte, Clamo por ela! Bendita seja pois a que mandada Me for — por Deus. Matar-me, não; que quero ver-te ainda Feliz nos céus! Mas no pego da dor, em que me abismo? — Nesta aflição Negra como a do cego que na estrada Esmola o pão! Como a do viajor que pelas trevas Sem tino vai, E, errado o trilho, se embrenhou nas matas, Nem delas sai! Neste viver sofrendo, errante, louco, Mísero Jó, Que amigos e inimigos à porfia Pungem sem dó! Às vezes, da amargura no remanso, Ao Criador Minha alma eleva cânticos de graças, Hinos de amor! Que se estivesse em mim renascer hoje, Sofrer o que sofri... Eu quisera viver para ainda amar-te E amado ser por ti!
 
Autor:
Enviado: Caio
 

 

Grandes Imortais
 
Antônio Frederico de Castro Alves
Poeta brasileiro da última fase do romantismo (Muritiba, BA, 1847 - Salvador, 1871). Extremamente sensível às inspirações revolucionárias e liberais do séc. XIX, viveu com intensidade os grandes episódios históricos do seu tempo e foi, no Brasil, o anúncio da Abolição e da República; devotou-se apaixonadamente à causa abolicionista, o que lhe valeu a antonomásia de "Cantor dos escravos". Teve intensa vida sentimental, havendo desempenhado importante papel em sua lírica a ligação amorosa com a atriz Eugênia Câmara. Duas vertentes se distinguem em sua poesia: a feição social e humanitária, à Vitor Hugo, em que alcança momentos de fulgurante eloqüência épica; a feição lírico-amorosa, mesclada da sensualidade de um autêntico filho dos trópicos.
 


Datas Comemorativas
 
Qua. 02/09 Dia Internacional do Livro Infantil
Seg. 07/09 Dia da Independência
Qua. 09/09 Dia do Administrador
Qua. 09/09 Dia do Veterinário
Qui. 10/09 Dia da Imprensa
Dom. 13/09 Dia do Agrônomo
Seg. 14/09 Dia do Frevo
Qua. 16/09 Dia Internacional de Preservação da camada de Ozônio
 


Mural de Recados
 
Mensagem para: .
Estou sem internet... só na quinta... meu 3G e horrível e nem pega aqui... bjus... saudades....
.
 

Últimos 15 Poemas
 
» AS TRALHAS DA VIDA
» DIAS DE ANO NOVO
» O MUNDO PADECE
» COM VOCÊ!!!
» Meu amor ainda é teu
» O NATURAL!!!
» CONTRATEMPO
» Eu Te Amo ( Para Sempre)
» Esperei por ti meu bem
» DECLARAÇÃO DE AMOR!
» Hoje começa o fim de mais um dia
» Caricias de vinho
» INSONE SAUDADE
» NÃO QUERO SOFRER DE NOVO
» JUNTINHOS ENFIM
 


© Copyright 1998 - 2015 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.